Contexto da Imagem

Notícia

EQUIPE VAI APRESENTAR TRABALHO NO ENEGEP/AL

23/07/2018

O professor Carlos Frederico Dias Diniz, do curso de Engenharia Elétrica da Escola Politécnica de Pernambuco – POLI/UPE, acompanhado de quatro alunos, vai apresentar artigo sobre “Benefícios do Inversor de Frequência na Geração Distribuída Fotovoltaica”, no “XXXVIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção”, que acontecerá de 16 a 19 de outubro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Maceió/AL.

A equipe liderada pelo docente Carlos Frederico Diniz irá expor o funcionamento das células fotovoltaicas, desde a captação da luz do sol, até os níveis de rendimento exigidos por normas internacionais que caracterizam o funcionamento eficiente dos equipamentos que compõem o sistema de geração e distribuição proveniente dessa fonte.

TRABALHO

A pesquisa realizada pelo mestre Carlos Frederico Diniz, e seus alunos: Wallysson Klaus Pires Barros, mestrando em Engenharia de Sistemas da POLI/UPE, e Marcus Renzo Soares Botelho, Jùlio Antonio de Oliveira Neto e Thiago Duque e Silva, graduandos em Engenharia Elétrica, visa comprovar os benefícios que os inversores de frequência podem trazer na geração distribuída de energia solar fotovoltaica. O encontro que acontecerá em Maceió terá com tema principal “A Engenharia de Produção e suas Contribuições para o Desenvolvimento do Brasil”.

PROFESSOR

Carlos Frederico Dias Diniz é mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e na Escola Politécnica de Pernambuco – POLI/UPE leciona as disciplinas “Medidas Elétricas“ e “Combate ao Desperdício de Energia”, onde também se dedica a pesquisa visando o estudo e levantamento de informações sobre os inversores de frequência e seus benefícios ambientais e econômicos, como também o surgimento de efeitos indesejáveis, na produção de energia, sendo necessário a proteção do trabalhador e dos equipamentos, tornando essencial o conhecimento de práticas e requisitos do sistema elétrico.

O professor conclui afirmando que a equipe conta com o apoio da direção da Escola Politécnica de Pernambuco – POLI/UPE, inclusive com ajuda de custo para participar do evento no vizinho Estado de Alagoas.


Voltar